SOPA (Stop Online Piracy Act) é um projeto de lei que será votado dia 24 de janeiro, nos Estados Unidos. O que ele tem de polêmico? Bom, sintetizando, ele é uma lei que dará poderes ao governo e às empresas (principalmente as de entretenimento) de censurar páginas que eles julguem estarem “pirateando” algum conteúdo. O problema é que sabemos que o julgamento de governos e empresas não é muito confiável.

Abaixo um vídeo explcativo (em inglês):

Pergunto novamente, quais são os limites que devem ser respeitados para termos uma Internet realmente livre?

Esse tipo de atitude é tão alarmante que sites como Google, Facebook, Twitter, Wikipedia, PayPal, estão ameaçando uma paralização em reação ao projeto de lei. Fica ainda mais nítido que O SOPA é algo que não pode ser aprovado de forma alguma. Seria um retrocesso imenso no desenvolvimento digital mundial.

A Espanha recentemente aprovou uma lei similar, que prevê uma comissão para julgar os casos levados por empresas detentoras de direitos autorais. Isso tem que ser parado.

A indústria do entretenimento não sabe mais como ter lucros absurdos e agora está fazendo de tudo para tornar a Internet um espaço particular, onde só circula o que parte do 1% acha interessante. Os 99% não podem ser prejudicados por ações inescrupulosas como essa.

Para finalizar, deixo o vídeo em que o grupo Anonymous responde ao SOPA:

 

Bônus: notícias sobre o SOPA

 

UPDATE: 2 vídeos de protestando. O primeiro é uma música, o segundo são profissionais que lidam com videogames que falam em boicote à E3, o maior evento de videogames do mundo, devido ao anunciado apoio da ESA (Entertainment Software Association, Asssociação de Software de Entretenimento):

Post filed under EUA, Internet, Tecnologia, Vídeo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *